Vendas de automóveis em Agosto: os híbridos estão em extinção

Spread the love
  • 2
  •  
  •  
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
Valores absolutos de vendas por tipo de motorização.
Fonte: ACAP
Clique para Ampliar

Bem mais rápido que em Julho, os números das vendas de Agosto já chegaram, e os resultados são novamente interessantes.

Em primeiro lugar assistiu-se a uma redução das entregas de veículos a clientes, como é hábito da época. No entanto, a quota de mercado dos vários tipos de motricidade não sofreu uma alteração significativa, pelo menos até se analisar com um microscópio.

De facto, as vendas de veículos motorizados a gasóleo e gasolina mantêm a mesma proporção do mês passado, respectivamente de 43% e 42%, e as vendas de veículos eléctricos e plug-in subiu ligeiramente para os 9.4%, face aos 8.6% do mês passado.

Quota de mercado por tipo de motorização.
Fonte: ACAP
Clique para Ampliar

O tipo de motorização que vai a quota de mercado descer, foi a dos híbridos simples, que atingiu o valor mais baixo desde o início do ano, de 5.81%, segundo uma tendência que se vem repetido mês após mês. Há várias possíveis razões para este movimento:

  • Idade da oferta actual – grande parte dos modelos híbridos correspondem a modelos há já vários anos no mercado, correspondendo maioritariamente aos modelos da Toyota, que controla mais de metade do mercado
  • Nova oferta limitada – Apenas a Ford e a Renault estão agora a oferecer novas motorizações híbridas com potencial de mercado, designadas de mild hybrid
  • Custo similar aos das motorizações a diesel, mas poucas vantagens sobre o diesel.

Se olharmos para a oferta da Renault de híbridos, e em particular nos Clios, o modelo mais vendido em Portugal nos últimos 20 anos, as versões híbridas custam o mesmo que as versões diesel, e além disso têm uma série de características que as tornam pouco apelativas:

  • Menor binário que as motorizações diesel (!?)
  • Maiores consumos de combustível, mesmo ignorando a diferença do custo dos combustíveis
  • Menor desempenho, apesar de que a motorização híbrida é publicitada como tendo 140 cv contra os 115 cv da motorização a diesel.
  • Incerteza quanto aos custos de manutenção e especialmente de revenda, face ao potencial custo da bateria.

A verdade, é que mesmo para a Renault, a venda destes veículos é pouco interessante, uma vez que a geração de C02 excede os 95g/Km a que a regulação europeia obriga. É portanto compreensível o movimento que a Renault está a fazer focando o mercado do Clio na direcção do Zoe.

Advertisements

A Renault parece ser o exemplo paradigmático do movimento em curso, das versões diesel, directamente para as versões plugin, como é o caso do Captur e do Megane, sem passar pela motorização híbrida.

Valores absolutos de vendas por tipo de motorização eléctrica.
Fonte: ACAP
Clique para Ampliar

Voltando para o mundo dos veículos que se ligam à tomada, as diferenças apenas se verificaram no detalhe, tendo as vendas dos veículos eléctricos subido quer em números relativos, quer em números absolutos. A maior diferença prende-se no número de registos de veículos da Tesla, que subiu para o topo da tabela dos veículos eléctricos, tendo o top 5 ficado com a seguinte ordenação:

Quota de mercado de veículos ligeiros de passageiros por tipo de motricidade eléctrica.
Fonte: ACAP
Clique para Ampliar
  1. Tesla
  2. Renault
  3. Peugeot
  4. Nissan
  5. Hyundai

É de notar que a Peugeot iniciou as entregas do e-208 e e-2008 e pelos vistos com um volume muito significativo de vendas, e a Hyundai, que tendo no último ano sofrido de restrições na produção do Kauai (Kona nos restantes países), tem agora uma nova fábrica na Europa já em plena produção do modelo.

Do lado dos plugins, o mercado é dominado por marcas quase totalmente diferentes, nomeadamente:

  1. Mercedes
  2. Volvo
  3. BMW
  4. Porsche (!)
  5. Peugeot

É de notar, que ao contrário do que acontece com os veículos totalmente eléctricos, onde com a excepção da Tesla, é dominado por marcas de gama média, o mercado dos veículos plugin, é dominado pelas marcas de gama alta

  •  
    3
    Shares
  • 2
  •  
  •  
  •  
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a Reply