Vendas de veículos eléctricos de Março – Tesla e Peugeot ainda no topo

Spread the love
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

O mês de Março trouxe um vislumbre do regresso à normalidade. No total foram vendidos 15600 veículos o que corresponde ao primeiro mês onde as vendas de 2021 excederam as de 2020. E esse deve ser o único indicador que sugira alguma normalidade, já que os restantes saíram completamente fora do padrão dos últimos anos.

Variação de vendas face a 2020. Fonte ACAP

Se as vendas de Janeiro e Fevereiro tinham ficado abaixo dos mesmos meses de 2020, as de Março já mostram alguma recuperação, quer sectorial, quer global. De facto foram vendidos mais 28% de veículos face ao mesmo mês de 2020, mas esse crescimento foi de todo desigual. Os plugins viram as duas vendas mais que duplicar face ao mesmo mês, especialmente devido à muito baixa oferta desses veículos no mesmo período, o que compensou a descida das vendas dos puramente eléctricos, também em 28%. No entanto, no compro global, a venda de veículos electrificados registou uma subida de 30%.

O dado mais curioso é o comportamento dos motores a combustão interna, onde as vendas dos veículos a gasolina registou uma subida de mais de 40% enquanto que as vendas dos diesel subiu 7%.

Variação da quota de vendas face a 2020. Fonte ACAP

Olhando apenas para as quotas de mercado, o mês de Março mantém algumas das tendências dos meses anteriores: aumento da penetração dos veículos plugins e híbridos. Já as quotas de mercado dos motores a combustão interna sofreram destinos distintos: as motorizações a gasolina registaram uma subida de cerca de 4%, enquanto que as motorizações a gasóleo registraram uma descida de 8%.

Quota de mercado por tipo de motorização. Fonte: ACAP

O ano de 2021 está a ser uma montanha russa de movimentos. Do lado dos veículos a combustão interna, os veículos a gasolina recuperam dos baixos valores registados em Janeiro e Fevereiro, no 3º mês consecutivo de subida, enquanto que os veículos a gasóleo registam o terceiro mês consecutivo de descida de quota de mercado.

Do lado dos veículos movidos a novas tecnologias, o único grupo que se destaca, é o dos plugins a gasolina, que também conseguiram o 3º mês consecutivo de subida da quota, estando agora significativamente acima dos valores atingidos em 2020. Nos restantes grupos, também não existe agora uma direcção bem definida.

Advertisements
Vendas de veículos eléctricos por marca. Fonte:ACAP

Se a segregação por marcas de Fevereiro pareceu atípica, a de Março não variou significativamente. A Testa e a Peugeot continuam a liderar, mas desta vez com uma vantagem superior que a de Fevereiro. De resto, aparecem os suspeitos do costume: Nissan e Renault, mas agora com a Volkswagen a apenas uma unidade de desvantagem face à Renault, o que faz crer que o ID.3 está finalmente a trilhar caminho no mercado português.

Também é de destacar as posições da Smart, que agora vende exclusivamente modelos eléctricos, e que vê os seus modelos lançados já no início de 2020, ganharem agora uma maior adoção no mercado. Também a Fiat com o seu modelo 500 eléctrico aparece agora num honroso 8º lugar.

Curiosamente, se considerarmos as vendas na totalidade do ano, as posições relativas são exactamente as mesmas das do mês de Março, pelo que não há muito mais que possa ser dito.

Vendas de veículos eléctricos por marca entre Janeiro e Março. Fonte:ACAP

  •  
    3
    Shares
  • 3
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Leave a Reply