Quando os juízes decidem fazer de peritos. Edição SARS-COV2

Spread the love
  • 19
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Spread the love19         Já há alguns meses que os nossos tribunais não merecem a nossa atenção. Desde Janeiro, leia-se… Mas eis que alguns doutos juízes desembargadores decidiram tomar o testemunho de Neto de Moura, perdão, agora Joaquim Moura, e elevarem-se a peritos virulogistas. Vamos ao caso em concreto. Foi entregue um pedido de habeas corpus de uns turistas alemães a visitar os açores, onde entre eles foi detectado um infectado com SARS-COV2. Este pedido foi aceite pelo tribunal, tendo sido alvo de recurso pelo ministério público, resultando neste acordão. Ora, são conhecidos os problemas legais e constitucionais da obrigação de permanência da habitação, quando decretada pelas autoridades de saúde. É essa a principal razão pela qual constitucionalistas insistem na necessidade de rever o quadro legal que suporta tal medida de saúde publica. E tudo estaria bem se os doutos juízes estivessem ficado por aí. Na matéria em que são peritos. Mas não ficaram. Depois da análise puramente jurídica sobre o tema, decidam fazer uma análise científica sobre a eficácia dos testes de detecção do SARS-COV2, nomeadamente do teste RT-PCR. O que até seria de todo legítima, se tivessem sido consultados peritos sobre o tema.E aqui os doutos juízes decidiram tornar-se peritos …

A maior conquista de Mário Soares: A liberdade de ser insultado na sua morte

Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Spread the love          O que têm Mário Soares, Cunhal, de Gaulle e Churchill em comum? O ódio das pessoas que lhes devem a liberdade. Já depois de ter ganho a Segunda Grande Guerra, e de ter perdido as eleições do ano da sua vitória, Churchill citou um desconhecido: A democracia é a pior de todas as formas de governo, excepto todas as outras que foram sendo testadas de tempos a tempos. Não se tratou de uma profecia. No final de 1945, nem Churchill nem Roosevelt já ocupavam as cadeiras da liderança dos países que lideraram durante a guerra. Tão depressa foram a força agregadora dos seus povos, como foram os primeiros a ser rejeitados pelos mesmos, ainda assim sem grande alarido. As pessoas respeitosamente agradeceram o serviço prestado ao país. Na realidade, os povos da época tinham razão. Churchill não tinha uma visão para o pós guerra. A guerra representara toda a sua vida política desde a guerra dos Boers até à derrota de Hitler, e a reconstrução da Europa não era algo sobre o qual o eleitorado depositava a sua confiança, apesar de ser dele a expressão “Estados Unidos da Europa”. Roosevelt, não durou tanto tempo De Gaulle não teve uma sorte muito diferente. Depois da segunda …

Comments and registration now available!

Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Spread the love          Hi all, I’m very sorry for the interruption on the continuous flow of posts I was managing up until September, but as everyone, when the workload increases, non-essential stuff start to get set aside. Regardless, this projects hasn’t ended, and the flow of new visitors has now got to a stable level. As such, registration for new users and comments are now open to all. Feel free to comment on anything you don’t agree or any other stuff you find relevant.